De acordo com a proposta de Acordo de Parceria apresentado por Portugal à Comissão Europeia, o futuro Programa Operacional da Região Centro para o período 2014-2020 terá uma dotação de 2.117 milhões de euros, dos quais 1.745 milhões de euros do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e 372 milhões de euros do Fundo Social Europeu (FSE). Este valor representa um acréscimo de 25% face ao atual programa para 2007-2013 (1.696 milhões de euros).

 


 

Para Pedro Saraiva, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, «este acréscimo significativo de fundos estruturais afetos ao futuro Programa Operacional da Região Centro traduz-se num valor superior a 900 euros por habitante da Região Centro. No atual contexto nacional, trata-se de uma enorme oportunidade para desenvolver os cem concelhos e mobilizar os agentes regionais, sub-regionais e locais de modo a que daqui decorra uma aplicação responsável, eficaz e eficiente destes fundos comunitários. Dinamizando a economia, criando postos de trabalho, promovendo a coesão (social e territorial) e fazendo com que valha cada vez mais a pena CRER no Centro de Portugal».


O novo Programa Operacional da Região Centro tem como base o Plano de Ação Regional (validado em Conselho Regional no mês de Julho), resultante de uma forte mobilização de todos os parceiros regionais. O Plano de Ação Regional pode ser consultado em: http://crer2020.ccdrc.pt/