A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) e a Junta de Castilla y León assinaram um novo protocolo de cooperação transfronteiriça para impulsionar as relações entre as duas regiões.A Região Centro terá, pela primeira vez, um plano de ordenamento do território de âmbito regional, no qual serão definidas as estratégias e as opções de desenvolvimento e de ordenamento do território.

Novo protocolo de cooperação transfronteiriça entre região centro e Castilla y León Durante o III Plenário da Comunidade de Trabalho Região Centro – Castilla y León, realizado no dia 18, em Viseu, a CCDRC e a Junta de Castilla y León assinaram um novo protocolo de cooperação transfronteiriça, que vem substituir o anterior que data de 1995, com vista a criar o quadro jurídico necessário a uma nova dinâmica de colaboração entre as duas regiões.

As duas regiões pretendem concretizar uma nova visão do processo de cooperação transfronteiriça que construíram em conjunto e que foi devidamente integrada no novo Objectivo da Cooperação Territorial Europeia para 2007-2013, através da Área de Cooperação Centro-Castillla y León do Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal (2007-2013).

Esta nova visão assenta na concretização do projecto MIT – Mobilidade, Inovação e Território, que está focalizado sobre o território conjunto das duas regiões, devidamente enquadrado por um problemática estratégica e consensual, permitindo potenciar a concretização de acções inovadoras no âmbito das dinâmicas territoriais de desenvolvimento, integrando múltiplas vertentes, complementares e interligadas entre si, e envolvendo actores de diferente natureza, nomeadamente entidades públicas e privadas.

Este projecto tem por objectivo central promover o desenvolvimento da cadeia de valor das infraestruturas e equipamentos de mobilidade e transportes que estão construídos ou em vias de construção no eixo internacional Irun-Portugal (articulando os portos de Aveiro e Figueira da Foz com as infraestruturas rodo e ferroviárias que os ligam a Espanha e à Europa e que atravessam as duas regiões), atraindo novas actividades económicas, potenciando novas polarizações industriais, dinamizando as cidades, criando serviços com maior valor acrescentado, promovendo o turismo, incentivando a inovação e o desenvolvimento tecnológico.

Durante este ano de 2008, uma equipa de peritos internacional, dirigida pelo Prof. Augusto Mateus, trabalhou directamente com os agentes públicos e privados das duas regiões, em 6 áreas temáticas (transportes e logística, ordenamento do território, Indústria, comércio e serviços, inovação e desenvolvimento tecnológico, turismo e ambiente e desenvolvimento sustentável), no sentido de identificar um conjunto de projectos que possam ser concretizados nos próximos anos.

Neste Plenário foram apresentadas as conclusões e propostas de trabalho às entidades que integram a Comunidade de Trabalho Região Centro – Castilla y León, durante aquele Plenário, que estão apresentadas no Road-Book do projecto e que podem ser sintetizados num cluster de 4 projectos-âncora:

  1. Eixo logístico multimodal atlântico-continental, sinergias entre parques empresariais e plataformas logísticas, localização, incubação e empreendedorismo facilitados.
  2. Rede regional (transfronteiriça) de conhecimento, tecnologia e inovação para as empresas.
  3. Rede de cidades sustentáveis, competitividade, regeneração e atractividade urbana
  4. Rede de governança da cooperação territorial «CenCyL», observatórios, marketing e promoção dos recursos endógenos e turismo sustentável.

PROJECTO MIT - Mobilidade, Inovação e Território (pdf, 1 MB)